"“O amor é altruísta, é alimento para a alma. Quando se ama verdadeiramente, não importa onde e como você está. Sempre você irá praticar o bem pensando no seres amados.”"

sábado, 8 de novembro de 2008



...
Um livro aberto, uma história sendo escrita... sem fim... e que nunca será lida...
Sinto falta de mim. Estou com saudade de tudo que existe em mim.
Que coisa maluca essa sensação, esse sentimento, essa falta. Será que estou louca, ou beirando o estado da loucura? Sendo feita de muitas, onde estão todas as outras?
Fui abandonada?
Why?
Nesse desabafo, lembro de momentos, simples, mágicos, únicos... O cheiro desses momentos (minha memória olfativa é aguçada...rs*) impregna o ar. Sentir saudade de mim, é sentir saudade de todos meus amores, do primeiro, do último... Saudade do passado, do presente, do futuro.
Futuro?
Como sentir saudade do futuro?
Saudade de quem deixei ir embora, de quem me deixou ir embora. De pessoas que quero conhecer. Saudade do silêncio de ontem... Saudade do que tive, e do que não tive.
Saudade da loucura, do momento sério, de casos, descasos, das experiências, das histórias vividas e contadas, dos filmes, livros, músicas.
Saudade da vontade e do desejo de encontrar algo, mas não sei o que é e muito menos onde esta. Será que esse "algo" esta com as minhas "outras"? Pode ser.
Ahhhh, arggggg... loucura, loucura, simplesmente louca... Saudade de explicar o que somente nós brasileiros sabemos como definir corretamente... A algum tempo atrás falei ..."já sinto saudade de você"... vai explicar como é a saudade e não a nostalgia que eles dizem... foi o máximo, e o mais importante entendeu perfeitamente e já usa falar ..."estou com muita saudade de você"... Sinal que fui ótima professora...rs*
O que quero dizer com tudo isso?
Tente imaginar, se acertar, estarei aqui para ouvir.
.....................
.....................
..................... Preciso sair, vou ali, onde? Tentar resgatar a que esta escondidinha sorrindo...rs*
Indo com Clarice Lispector
...Só algumas pessoas escolhidas pela fatalidade do acaso provaram da liberdade esquiva e delicada da Vida...

4 comentários:

Anônimo disse...

Gostei...
Achei tudo lindo e normal q só.
Vejo sempre eu no meio delas.
Parabéns

MaNú disse...

EU SINTO SAUDADE DE VOCÊ! BJS MARY...

Gaby Soncini disse...

Saudades !!

Sentimento dificil esse que aperta o coração.

Lindo o post Marihá,como sempre suas palavras são lindas.

Beijos.

Marihá disse...

Saudade, saudade que aperta, que nos faz chorar...
Eithaaaaaaaaaaaa sentimento maluco...

è meninas quem sabe um dia descobrimos um remedio doce pra matar a saudade...rs*

Gosto de ouvir

http://www.youtube.com/watch?v=5hzgS9s-tE8