"“O amor é altruísta, é alimento para a alma. Quando se ama verdadeiramente, não importa onde e como você está. Sempre você irá praticar o bem pensando no seres amados.”"

sábado, 6 de agosto de 2011

Alma despida.
Mãos vazias, que
silenciam as palavras...
Luz que se acaba.
Sombras que envolvem.
Nostalgias de tempos,
passados...
A lágrima que cai,
em ecos,
que o vento transporta...
Nesta dolorosa,
Partida!
Marihá 06/08/2011

2 comentários:

Célia Romera disse...

Que encanto é ler-te amiga!!!
Estava com saudades desta delicadeza que tens em deixar tão claro nas entrelinhas tanto o amor como a dor...

Beijinhos de carinho!!

Célia

Marihá disse...

Quem estava com saudade de ti era euzinha...rs some não...
beijos

Gosto de ouvir

http://www.youtube.com/watch?v=5hzgS9s-tE8