"“O amor é altruísta, é alimento para a alma. Quando se ama verdadeiramente, não importa onde e como você está. Sempre você irá praticar o bem pensando no seres amados.”"

domingo, 31 de julho de 2011

Palavras soltas

Terno de saber

Pleno de querer

Lirismo entrelaçado

Salpicos da alma

Prazer inacabado

Extâses noturnos

Gosto adocicado

Suor enfeitiçado

Misto continuado

De loucura impaciente.

Marihá 31/07/2011

4 comentários:

Sotnas disse...

Olá Marihá, que tudo permaneça bem contigo!

E por cá novamente, lendo este belo poema teu, sempre tão encantado simplesmente.
Tanto pelo escrito quanto pela imagem, simplesmente belos.
Tuas escolhas sempre expressando teu sempre bom gosto!
Grato por tuas visitas e comentários, desejo sempre que você e todos ao redor sejam deveras felizes sempre! Abraços e até mais.

José Moacir disse...

Maravilhoso poema, parabéns

Marihá disse...

José Moacir, muito bem vindo ao meu blog...
Espero que se Encante enquanto estiver por aqui...
Obrigada pelo elogio ao poema.

Marihá disse...

Sotnas, como sempre muito carinhoso com meus escritos.
Por aqui tudo bem, desejando que por ai tb.
Abraços e um maravilhoso final de semana.

Gosto de ouvir

http://www.youtube.com/watch?v=5hzgS9s-tE8