"“O amor é altruísta, é alimento para a alma. Quando se ama verdadeiramente, não importa onde e como você está. Sempre você irá praticar o bem pensando no seres amados.”"

domingo, 29 de agosto de 2010


Conto poético

Uma luz roubada
de teus olhos infantis
fez poesia inacabada
sobre desejos febris

Sabes que nada tenho
nada sou, de fato,
além da lenda e o lenho,
um velho artefato...

um coração de lata,
uma tristeza constante
uma antiga serenata
um doce instante...

mas que seja somente tua
a semente do deleite
germinando a alma nua
esperando que a lua se deite

e com ela, nossos corpos latentes
enroscados em lençóis
como finas estrelas cadentes
despudoradamente sós

desvirginando a poesia deste vão momento
inda que breve...somos nós
Lucca Parisi 28/08/2010

8 comentários:

Thomas Albuquerque disse...

encantadoras palavras que desvendam os segredos da alma....


beeejos

Anônimo disse...

"alma vai além de tudo que o nosso mundo ousa perceber..." Milton Nascimento

Lucca

Marihá disse...

Thomas, Lucca é um poeta que fala maravilhosamente da alma.
Beijos

Marihá disse...

Lucca MCDAPE, saibas que esse lugar lhe pertence.
Beijos

Alma Inquieta disse...

Olá,

passo para dizer-te que não saberia viver sem os meus amigos.
Para ti, que fazes parte deles, vai o meu carinho e o meu agradecimento em forma de palavras escritas no meu blog. A acompanhá-las há um presente feito especialmente para ti...
Visita o meu Estados de Alma e verás...

Um beijo.

Garota de Sorte ;) disse...

Lindo demais :D

Beijos, bom feriado ;*

Marihá disse...

Alma inquieta, também não sei viver sem meus amigos. Visitei seu cantinho e amei.
Beijos

Marihá disse...

Garota de Sorte, sou suspeita no tocante aos poemas que posto aqui...rs* Mas concordo, Canto Poético é lindo.
Ótimo feriado pra você também. Beijo

Gosto de ouvir

http://www.youtube.com/watch?v=5hzgS9s-tE8