"“O amor é altruísta, é alimento para a alma. Quando se ama verdadeiramente, não importa onde e como você está. Sempre você irá praticar o bem pensando no seres amados.”"

domingo, 21 de março de 2010

Ele chegou de mansinho
Me envolvendo
com suas palavras
Esquentando as madrugadas
mornas da primavera
Quando a solidão
teimava me abater.
Regando com compreensão
O Solo da emoção
Pintando com riso, cor e luz...
A tela dos sentimentos
Que ha muito havia esquecido
Marihá

3 comentários:

Polaka disse...

Hummm...tenho alguém que se encaixa deliciosamente nestas madrugadas quentes me fazendo sentir o que eu achava que não poderia mais... é tão bom sentir-se viva de novo!

beijos amada.

Célia.

Marihá disse...

Hehehehe, sinal que novamente te li e te vesti com meu poema.
Feliz com isso.

Polaka disse...

Exatamente...rss

Ando exalando poesia!

beijos

Célia.

Gosto de ouvir

http://www.youtube.com/watch?v=5hzgS9s-tE8