"“O amor é altruísta, é alimento para a alma. Quando se ama verdadeiramente, não importa onde e como você está. Sempre você irá praticar o bem pensando no seres amados.”"

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010



Muitas noites espero por ti,
Sentada na varanda,
Sempre esperando que tu venhas,
Receosa e cheia de incertezas,
Receio que tu não apareças.

Muitas noites espero o teu contato,
Sentada na mesma varanda,
Envolta num quieto silêncio,
Desejando que venhas,
Aqui neste exato momento.

Muitas noites espero por uma conversa,
Sentada naquela varanda,
Desejando que ao final da conversa,
Venha aquele abraço,
Muito desejado.

Muitas noites despeço de ti,
Beijando-te silenciosamente,
Ali naquela varanda,
Desejando que o amanha lhe traga,
Suavemente, Pra mim!
Marihá 07/02/10

2 comentários:

Polaka disse...

Quem nunca ficou numa varanda, na janela ou no portão...?
a espera ou então com saudades de quem se foi ou nunca veio...

Ficou lindo! amei!

beijooooooo

Célia.

Marihá disse...

Rs*, muitos e muitas...
Como você disse, na varana, no portão, na janela, e hoje ate esperando via net...
Célia, feliz com sua presença...

Gosto de ouvir

http://www.youtube.com/watch?v=5hzgS9s-tE8